28 de dezembro de 2012

Mini-Cenários #7 - Grandia


Olá galera! Fico feliz de estar com tempo e disposição para ficar sempre postando no blog. Espero não ficar mais do que 1 semana sem postar nenhuma novidade. Uma coisa boa que trago é que eu vou voltar a jogar RPG. Achei um grupo que mesmo depois de velhos, gosta de jogar em Tormenta,  o cenário mais odiado do RPG Brasileiro. Adianto que eu não tenho nada contra ele, e, até gosto de várias sacadas que os autores tiveram. Independente de Tormenta ser uma cópia de um monte de coisas, o cenário tem sua importância para o mercado nacional de RPG, atuando como porta de entrada para muita gente dentro do Hobby. E, uma coisa que sempre digo, é que o MESTRE é muito mais importante do que o cenário onde a aventura vai se passar. É ele quem determina o clima, escreve a história, proporciona os desafios, entre diversas outras coisas. Vocês podem acompanhar a aventura clicando no link do lado direito deste blog.

Voltando ao post, hoje trago um Mini-cenário baseado em um jogo que eu curti muito quando era mais novo: Grandia. Pra mim, o melhor RPG da era do Playstation, superando DE LONGE o FF7 idolatrado por uma legião de pessoas fanáticas. Espero que gostem!


Grandia, o MELHOR RPG de PSX

Herois e Vilões


Jusin
  
A história de Grandia é centrada em Justin, um aspirante a aventureiro da cidade de Parm. Ele vive com sua mãe, Lilly, em uma casa construída na parte de cima do restaurante da família. O pai de Justin desapareceu anos atrás em uma aventura, e sua mãe sempre se preocupou que ele tentasse fazer o mesmo, seguindo os passos de seu pai.


Baal
Ela estava certa, e Justin, carregando o mesmo espírito de seu pai, sempre acreditou que havia partes inexploradas no mundo, e nem mesmo a descoberta de que o mundo é finito - durante a descoberta de um novo continente, as pessoas acreditaram term chegado ao "Fim do Mundo", uma parede de pedra gigante e intransponível - sua ânsia por descoberta cessou.

O grande vilão do cenário é o General Baal, líder das Forças de Garlyle. Apesar de parecer um nobre filantropo que explora ruinas arqueológicas do novo apenas para ajudar as pessoas, a verdade é que ele tem seus próprios planos.

A História do Jogo

O mundo de Grandia é um mundo de fantasia animesca, onde a sociedade prospera em uma era de grande desenvolvimento tecnológico que seguiu o colapso de uma civilização antiga conhecida como Angelou. General Baal, líder de um exército conhecido como Garlyle Forces, ao lado de seu filho Coronel Mullen e da namorada dele a Tenente Leen, seguem até um sítio arqueológico onde tesouros de civilizações antigas repousam - sempre com desculpas filantrópicas. Justin, um jovem garoto ávido por aventura vive em uma cidade portuária muito próxima ao local também parte para o Sítio Arqueológico em companhia de sua amiga Sue seguindo pistas deixadas por seu pai a respeito de um artefato perdido conhecido como Spirit Stone.

Escapando das patrulhas e conseguindo chegar até o interior das escavações, Justin e Sue encontram um holograma que mostra a imagem de uma mulher chamada Liete, que conta para eles que a Spirit Stone é um artefato de grande poder. Além disso, ela instrui Justin a viajar para leste em busca de Alent, a cidade do Conhecimento, para aprender sobre o verdadeiro potencial da pedra. Ao voltar para casa, Justin consegue evitar a fúria da sua mãe e ruma para as docas afim de se emburacar em um navio rumo ao novo mundo, prometendo também se tornar um aventureiro como seu pai.


Feena
A bordo do navio, Justin descobre que foi seguido por Sue, e conhece outra garota chamada Feena, que os ajuda a salvar o navio de uma embarcação mal-assombrada que aparece no meio da neblina, durante a viagem. Depois de uma longa jornada, o navio finalmente aporta em New Parm.

Assim que o navio chega ao novo continente, Feena é sequestrada pelo presidente da Sociedade dos Aventureiros, que planeja tomá-la como esposa. Depois de resgatá-la, Justin e suas duas amigas rumam para uma ruína prxóxima, onde novamente eles encontram Liete. Ela explica que Alent, a cidade do conhecimento, está localizada depois da grande muralha conhecida como "O Fim do Mundo", e que ninguem foi capaz de transpor por acreditar que não existe nada do outro lado. As Garlyle Forces percebem os três e começam a persegui-los em sua jornada, conseguindo interceptá-los no meio do do caminho. Justin é então questionado sobre sua estranha habilidade em manipular as tecnologias antigas existentes nas ruínas.

Depois de um tempo, o trio consegue escapar de seu cativeiro a bordo de um trem militar, e rumam para uma vila muito próxima à grande muralha. Lá, é revelado que Leena é a irmã perdida de Feena (Com esse nome, também....). Decidindo continuar a viagem mesmo assim, os aventureiros começam a escalar a muralha, que por ser bastante irregular, permite que eles consigam formar acampamentos para repousar durante a noite. Enfim, eles eventualmente alcan;cam o topo, ganhando acesso ao restante do continente que fica do outro lado (em vez do Fim do Mundo, como previam as pessoas).


Justin, Feena e Sue

Ao descer da muralha, pelo outro lado, os aventureiros seguem através de uma floresta onde encontram Gadwin um homem de aparência bestial e também um cavaleiro muito experiente, que ve bastante potencial em Justin. Gadwin leva o grupo para as Torres Gêmeas, uma construção antiga, afim de contactar Liete de novo. Depois de serem interceptados pelas Garlyle Forces mais uma vez, eles conseguem escapar. Durante a fuga, Sue fica muito doente. Temendo pela saúde dela, Justin obtém um item chamado de Teleportation Orb e envia Sue de volta para Parm. Ele então segue o caminho acompanhado de Gadwin e Feena até os limites do novo continente, atingindo o oceano. Justin então derrota Gadwin em um duelo e, com isso, ganha o direito de utilizar seu barco. Sem interesse em continuar na missão no momento, Gadwin sai do grupo.


Gadwin
Navegando com o antigo barco de Gadwin para outra ilha, Justin e Feena começam a demonstrar sentimentos um pelo outro. Depois de navegarem por um tempo, Justin e Feena chegam a uma praia localizada em uma vila de homens bestiais (a mesma de Gadwin) onde conhecem Rapp. O rapaz pede ajuda aos aventureiros para destruir uma torre próxima à vila que está emanando energia sombria e transformando as terras em pedra.

O grupo então descobre que a torre é controlada pelas Garlyle Forces e lá dentro conhecem Milda, uma mulher da mesma raça de Rapp e Gadwin que partiu para a torre com a mesma missão. Milda, durante sua exploração, descobriu que a fonte da corrupção é uma criatura-planta conhecida como Gaia, que está sendo cultivada pelos cientistas das Garlyle Forces a mando do General Baal. Depois de destruir a criatura e colher algumas amostras de suas sementes, Justin é confrontado por Leena, que as toma dele.

Continuando a jornada para Alent, o grupo encontra um mercador chamado Guido, que se junta a eles e os guia até sua terra natal, onde incrivelmente ele atua como lider apesar de sua aparência jovial. Graças a ele, o grupo pode acessar mais ruínas antigas, e é em uma delas que Feena descobre possuir um poder mágico inato, que se manifesta na forma de asas quando ela está em perigo. Nas ruínas, Feena é novamente capturada por soldados de Garlyle e levada a um navio de guerra chamado de Grandeur. Lá, Baal revela para ela que seus planos envolvem reviver Gaia e deixá-la muito mais poderosa com a utilização da pedra para enfim poder dominar o mundo, reconstruindo-o à sua própria maneira. Justin, Rapp e Guido conseguem embarcar no Grandeur e enfrentam diversas tropas antes de conseguirem chegar a Baal. Devido a um mecanismo de auto-destruição ativado por acidante, o Grandeur começa a se destruir, fazendo com que Guido e Rapp acabem se separando de Justin, deixando-o sozinho para enfrentar Baal. O General força Justin a entregar sua Spirit Stone através de ameaças à vida de Feena. Mesmo depois de obter a pedra, Baal ainda a mantém cativa. Lutando com Baal, Justin perde e é jogado para fora do navio voador. Desesperada, Feena consegue se libertar de Baal e utilizando suas asas mágicas, vai até ele e o salva. Ao longe, a dupla observa o Grandeur explodir, aparentemente levando Baal e a Spiritual Stone com ele. Na luta com Baal, Justin ainda descobre que o general se fundiu à Gaia, tornando-se muito mais poderoso.

O grupo se reúne aos poucos, continuando até chegar a Alent. Lá, justin conhece Liete pessoalmente e ela revela para ele que a Spirit Stone é, na verdade, um artefato antigo forjado pelos Icarians, uma raça de poderosos feiticeiros que viveram durante a era Angelou, e foi um presente para os humanos da quela época para ser usada com a finalidade de trazer paz e prosperidade. Acontece que os humanos presenteados foram corrompidos por desejos sombrios, e em vez de utilizarem a pedra para o bem, acabaram por dar origem à Gaia, que quase destruiu o mundo. Os Icarians sacrificaram sua civilização desenvolvida para salvar o planeta e a humanidade, realizando uma magia/ritual que dizia que toda vez que Gaia surgisse no mundo, dois Icarians nasceriam predestinados a acabar com todo o mal, sacrificando suas vidas em prol do muindo até a próxima vida de Gaia, em um looping infinito.


Gaia em sua forma final

Percebendo que Feena e Leena são a encarnação atual dos Icarians, Justin parte para salvá-las de Baal (fundido com Gaia). O General enfrenta um motim entre suas tropas, incluindo seu próprio filho Mullen. Com o poder de Gaia, Baal prova ser um adversário muito mais poderoso do que TODO o exército Garlyle. Vendo isto, Leena aceita seu destino e sacrifica sua vida com o objetivo de diminuir as defesas de Baal. Com Mullen implorando pela vida de sua amada, Justin percebe que a única maneira de derrotar Gaia de uma vez por todas é destruí-la por completo fora do ciclo, para que o looping não volte a acontecer.

Reunindo sua própria coragem e a de seus amigos, Justin parte finalmente em uma jornada literalmente para o centro de Gaia, afim de encontrar o coração de todo o mal e destruir tanto ela quanto a Spirit Stone de uma vez por todas. Reunindo as forças de todos, Gaia é finalmente derrotada (permanentemente) e o mundo vive uma nova época de paz. Leena é revivida com a destruição de Gaia e a quebra do ciclo, para a felicidade de Mullen.

O epílogo da história acontece dez anos depois. Sue, agora uma adolescente, se encontra com Justin e Feena que  finalmente voltam para casa depois de uma década de aventura, carregando seus filhos no colo.

 O Cenário


Ainda podemos procurar por aventuras!

O jogo de Grandia pode ser considerado uma OBRA PRIMA dos RPGs japoneses, tanto por sua história e personagens altamente cativantes, quanto por causa de suas mecânicas inovadoramente diferentes do que todos estavam acostumados na época. O cenário de Grandia, apesar de parecer Clichê, abre espaço para diversas aventuras mesmo depois do final do jogo. As pessoas vivem em uma época de paz, mas aventuras ainda estão amplamente disponíveis para serem vividas.

Há MUITAS ruinas não exploradas, muitos vilões para serem derrotados e muito tesouro para ser conquistado. O Mundo tem 2 continentes pouquíssimo explorados e um continente que acbou de ser descoberto. No bom e velho estilo japonês, o cenário de Grandia abre possibilidades quase que infinitas para todo tipo de Personagem e NPC diferente que o mestre e/ou os jogadores consigam imaginar. Agora, é importante ter em mente que não é um cenário de fantasia comum. Imagino eu que se existe um sistema perfeito para ele, este é o 3D&T ou o BESM.

------------------------------------------------------------------------------------

No mais, espero que tenham gostado do cenário de hoje! Grandia foi um jogo que marcou o meio da minha adolescência e eu SINCERAMENTE queria ter um pouco mais de tempo para rejogá-lo. Em um universo recheado de Final Fantasies e Dragon Quests, Grandia chegou dando uma voadora de dois pés e entrou pela porta da frente.

Por hoje é só!

See ya o/

Um comentário:

Rosali Gouveia disse...

Muito boa a matéria Careca!